Blog Calça Thai - Estilo, moda, novidades e notícias do universo Thai – tagged "Tailândia"

Calça Thai

O que vestir para praticar Muay Thai? A gente te conta

Saber qual a roupa ideal para cada esporte ou prática é fundamental se você busca por desempenho e conforto. No Muay Thai, popularizado como boxe tailandês, não é diferente e neste post nós vamos te contar quais são os melhores trajes se você estiver pensando em iniciar nessa arte marcial tailandesa!

Mas antes... um pouco mais sobre o Muay Thai
Se você ainda não conhece, esse é um esporte de combate que usa variadas técnicas de rebatidas em movimentos que combinam o uso dos punhos, cotovelos, joelhos e canelas. Daí o apelido de a "arte das oito armas". Essa prática se tornou internacionalmente difundida entre os séculos XX e XXI, quando seus praticantes começaram a competir, ao redor do mundo, kickboxing, partidas de artes marciais mistas (a exemplo do MMA), bem como outros esportes sob as regras de Muay Thai. Além disso, demonstrando a influência da Tailândia, esportes com estilo similares são praticados em países vizinhos, como em Mianmar, Camboja, Laos e Malásia.

Tailandeses praticando Muay Thai

Agora vamos às dicas do que vestir. Pensando nas diferenças de tipo físico, vamos separar em sugestões para homens e para mulheres.

Para os Homens
Começamos falando da parte de cima. Você pode escolher uma camiseta ou regata. Nas academias de Muay Thai, especialmente na Tailândia (em que o calor é forte quase que o ano todo) é normal ver os homens treinarem sem blusa. Então, você pode escolher a forma com a qual se sinta mais confortável.

Por não haver uma regra, você também pode avaliar como as pessoas da sua academia se vestem. Para a parte de baixo, os calções de Muay Thai são bem populares (por terem abertura ampla para as pernas), mas você também pode praticar de calça. Basicamente, qualquer peça que não restrinja seus movimentos de perna pode ser usada. Isso porque essa arte marcial conta com uma grande variedade de chutes (e chutes altos)!

Para as Mulheres
A regra geral para as mulheres é a mesma que demos aos homens: vistam algo confortável e que dê liberdade para todo e qualquer movimento que fizer. Para a parte de cima, você pode optar pelo top de ginástica, camisetas ou regatas. Já para a parte de baixo, existem calções de Muay Thai femininos, mas você também pode escolher vestir shorts, leggings ou calças. O importante é você conseguir realizar os chutes sem interferência da roupa que está usando.

muay thai feminino
Acessórios
Apesar de parecer ser algo opcional, os acessórios são fundamentais para que você tenha mais segurança enquanto pratica Muay Thai, como é o caso dos protetores de tornozelo e joelho. Os de tornozelo são bastante comuns e você pode ver lutadores e treinadores usando-os. Eles manterão seus tornozelos aquecidos e firmes quando for treinar as sequências de chute. Já os protetores de joelho são menos comuns, mas não menos importantes! A função deles também será de suporte extra, além de manter as articulações protegidas até que você tenha domínio das técnicas.

Para os pés, nada de calçados! Mas nas academias de Muay Thai, especialmente nas da Tailândia, o aquecimento pode começar com uma corrida de 5 quilômetros, então nesses casos, você pode usar um tênis de corrida, mas depois, os pés ficam descalços!

Luvas serão necessárias e, junto com elas, as bandagens para as mãos. Como existe uma infinidade de tipos de luvas, a dica é pedir orientação da sua academia ou treinador para que você tenha a proteção ideal para o seu nível de treinamento.

Tailandês praticando Muay Thai
Como você pôde ver, o Muay Thai conta com um código de vestimenta bastante abrangente. Se estiver em dúvida na hora da escolha, pense no que você usaria para se exercitar. Se funcionar para a academia, também dará certo para o Muay Thai!

De forma geral, se você já pratica, ou gostaria de iniciar no Muay Thai, lembre-se que o conforto é fundamental. Roupas específicas são bacanas, mas não essenciais. O mais importante é que você tenha liberdade em seus movimentos para aproveitar cada minuto do seu treinamento! Então, se quiser usar sua Calça Thai para praticar Muay Thai, aqui fica a nossa dica: escolha as Calças Pescador ¾ Femininas e Masculinas! Assim você terá amplitude sobretudo nos chutes, além de se sentir seco e confortável enquanto treina, já que os tecidos dessas calças são respiráveis!

Loja Calça Thai

 


Música Tailandesa: Descubra seus Estilos e Influências

Por definição, a música é a arte de se expressar ideias por meio de sons, de forma melodiosa e conforme algumas regras que garantam sua harmonia. Assim como a gastronomia, a obra musical de um determinado lugar ou povo também é uma representação cultural, já que a maioria dessas canções expressam crenças ou descrevem sua história, refletindo o contexto em que foram criadas.

Então nada melhor do que entender a musicalidade tailandesa para aprendermos mais sobre essa cultura tão rica e plural! Vamos lá?!

A Música Tradicional Tailandesa
Na Tailândia, a produção musical tradicional (também chamada de folclórica) acaba por refletir a posição geográfica do país (entre a China e a Índia), além de rotas comerciais que historicamente incluíram a Pérsia, a África, a Grécia e Roma. O contato e as influências culturais vindas de fora permearam essas criações e, mesmo a Tailândia nunca tendo sido colonizada, os dois estilos mais populares são um ‘mix’ dessas referências: o Luk Thung (que incorporou fortemente elementos asiáticos) e o Mor Lam (muito popular ao norte do país e que tem estreita afinidade com a música do Laos, país vizinho à Tailândia). Ambos os estilos podem ser considerados ‘country’ por refletirem a vida dos tailandeses que viviam em áreas rurais.

Grupo de Música Clássica Tailandesa

A Música Clássica tailandesa, no formato que se conhece atualmente, surgiu há cerca de 800 anos na região central do país. Mesmo que em seu início esse estilo tenha sido profundamente influenciado pelas músicas tradicionais indianas, hoje ele é uma expressão essencialmente tailandesa.

Além da música Clássica Thai, outros estilos importantes dessa vertente são o Piphat (considerada a mais comum e icônica música tradicional tailandesa), o Khrueang Sai (usado principalmente em performances instrumentais nacionais e para acompanhar o Hoon Grabok tailandês – teatro de marionetes), o Mahori (tocado por mulheres na região central da Tailândia e que, se comparado aos outros estilos, dá maior destaque aos vocais), e o Kantrum (música de ritmo rápido e tradicional do sul do país, na região que faz fronteira com o Camboja).

Ao mesmo tempo que a constituição musical tailandesa foi inspirada em outras culturas, o oposto também aconteceu com os países vizinhos a Tailândia, já que a música clássica teve grande influência nas tradições musicais de Mianmar, do Camboja e do Laos. No período entre o final do século XVIII e o início do século XIX, por exemplo, uma espécie de intercâmbio cultural foi observado no Camboja em que dançarinos clássicos e músicos aprimoraram seus conhecimentos com mestres e professores tailandeses. Essa relação fez com que houvesse uma forte absorção cultural tailandesa sobretudo entre as classes mais altas da sociedade cambojana.

Ranat Ek: Xilofone Tradicional TailandêsRanat Ek: Xilofone Tradicional Tailandês


Instrumentos Musicais Tailandeses
Não tem como falarmos sobre música sem pensar nos instrumentos que produzem os seus sons, não é?! E embora os estilos tradicionais tenham diferenças significativas entre si, o conjunto base de instrumentos musicais usados em sua composição e reprodução são os mesmos. Por exemplo: eles compartilham de pequenos pratos (ching) e um tipo de baqueta (krap) para marcar a batida principal da música, além de pequenos tambores (klong) para a base rítmica.

Se a produção musical sofre influências externas, os instrumentos musicais tailandeses tradicionais também refletem esse fator e são variados, como por exemplo: o Klong Thap (percussão) e o Khim (cordas) são de origem persa; o Jakhe (cordas) de origem indiana; e os instrumentos de percussão Klong Jin (origem chinesa) e o Klong Kaek (origem indonésia).

Influência da Música Ocidental
É normal que a música tradicional sofra evoluções. Na Tailândia, a música pop e outros estilos europeus e americanos tornaram-se populares durante o século XX, quando a música clássica tailandesa foi desencorajada por ser vista como retrógrada durante as agressivas políticas nacionalistas de modernização. Essa iniciativa estimulou modificações nas músicas tradicionais e a criação de diversos novos estilos.

Nos últimos anos, as artes clássicas se beneficiaram do aumento do patrocínio e do financiamento governamental à cultura tradicional tailandesa.


Ficou interessado e curioso para ouvir alguns ritmos desse país tão especial?! Aproveite para descobrir bandas ou grupos de música clássica tailandesa e nos conte nos comentários o que achou!

Loja Calça Thai


Kimonos Femininos: conheça sua origem e como usar

Se nós te perguntarmos qual é a vestimenta tradicional usada no Japão, provavelmente você nos dirá que são os kimonos. Essa associação está correta, mas há muito mais sobre a origem dessa peça, além de curiosidades, que tornam o kimono ainda mais interessante!
Neste post, vamos te contar um pouco sobre a concepção dessa vestimenta, porque usá-la e como vesti-la. Vem conferir!

Como surgiram
Acredita-se que os kimonos japoneses são uma versão de outra vestimenta usada em uma região da China. E você sabe o que significa a palavra ‘kimono’? Originalmente ela era usada de forma genérica, se referindo a qualquer tipo de roupa japonesa. Foi apenas depois que a palavra assumiu novo sentido e se tornou sinônimo dessa tradicional vestimenta japonesa.

Tradicional Vestimenta Japonesa

Os kimonos que vemos hoje por aí (sejam os tradicionais, ou os ‘repaginados’) são inspirados nos modelos que surgiram por volta dos anos 800 com uma técnica em que o tecido era cortado ‘em linha reta’. O passo seguinte era costurar esses pedaços criando uma peça única em forma de T. Assim, os fabricantes de kimono não precisavam se preocupar com o tipo físico de quem fosse usá-lo. Além disso, a vestimenta era fácil de ser dobrada e adaptável ao clima, uma vez que seu material era respirável (bom para os dias quentes), e podendo ser usada em camadas (pensando nos dias frios). Prático, não é?

Todos esses aspectos fizeram com que o kimono fosse algo comum na rotina dos japoneses, sendo usado por homens (incluindo os Samurais), mulheres e crianças. De 1.603 a 1.868, a fabricação de kimonos se tornou uma forma de arte. Eles chegaram a ser tão valiosos que os pais os entregavam aos filhos como herança de família. Mas, passado esse período, o Japão começou a sofrer forte influência de culturas estrangeiras e o governo encorajou a população a adotar roupas e hábitos ocidentais. Por outro lado, no início do século XX, surgiam as primeiras versões dos kimonos na Europa.

Hoje em dia, os japoneses raramente usam kimonos em suas rotinas. A tradicional vestimenta é escolhida apenas em ocasiões especiais, como casamentos, funerais e cerimônias do chá.

 Versão europeia do kimonoVersão europeia do kimono

Por que vestir os kimonos femininos
O kimono é super versátil podendo te acompanhar em diversos momentos (seja na praia, no campo ou na rua) e de diferentes formas – como saída de praia, terceira peça ou uma opção mais leve e casual de um casaco ou jaqueta – principalmente nas estações mais quentes do ano.

Assim como em sua origem, o kimono ainda é uma peça extremamente democrática! Não importa sua altura e peso, o kimono será uma ótima companhia. Mesmo as gravidinhas podem usar essa inspiração oriental para dar mais elegância e charme às composições do dia a dia.

Então, se você quiser trazer mais originalidade à sua forma de vestir, além de proteger daquele ventinho frio, deixe o kimono fazer parte da sua rotina!

Como usar o kimono
Para criar uma composição harmoniosa, leve em conta o modelo e as cores do seu kimono. Por ser fluido e oversized, combine-o com peças mais justas, como calças com corte reto, shorts, saias e vestidos com modelagem mais próxima ao corpo. Não se esqueça do biquíni e do maiô! Com certeza, essa será uma saída de praia delicada e estilosa.

Se quiser dar um toque boho, aproveite: o kimono tem a cara e toda a suavidade desse estilo. Aí, é só caprichar nos acessórios. Já para os pés, você pode fazer sua escolha pensando no clima e na ocasião. Para um festival, você pode usar uma botinha ou tênis. Já para momentos casuais, o kimono vai bem com sapato de salto, rasteirinha e mule.

Kimono Pluma
Em julho deste ano, lançamos o Kimono Pluma que traz o estilo do modelo tradicional somado à vibe Thai que amamos!

Gostou de saber mais sobre o kimono? Nos conte nos comentários. E se quiser garantir o seu com toda a vibe e estilo tailandeses, visite a página do Kimono Pluma. Ele é vegano, superdelicado, produzido artesanalmente (assim como todas as nossas peças) e está disponível em 4 cores!

Loja Calça Thai


Conheça os rituais que os Monges Budistas seguem para se alimentar

A rotina dos monges budistas é algo que sempre desperta curiosidade. A forma como vivem e como seguem suas rotinas de devoção estão frequentemente em pauta nos meios de comunicação e não é para menos: com um dia a dia simples e austero, os monges se dividem entre suas tarefas, momentos de oração e busca de autoconhecimento. Já a disciplina que eles desenvolvem é fundamental para que tudo seja feito com harmonia.

Neste post, nós vamos te contar mais sobre a alimentação dos monges budistas na Tailândia: como recebem a comida, o que podem e o que não podem comer, além dos rituais que devem seguir para se alimentarem todos os dias. Confira!

 

Monges Budistas recebendo doações de alimentos
Rotina matinal dos monges budistas
Você já deve ter visto essa imagem antes: monges com suas túnicas alaranjadas, organizados em fila, com um tipo de cuia à tiracolo aguardando por alimentos. Então, para começarmos, saiba que os monges budistas (seja na Tailândia, ou em outros lugares do mundo) não podem cozinhar ou comprar alimentos. Tudo o que eles comem deve ser recebido como doação, ofertado por fiéis e seguidores do budismo.

Outro aspecto importante sobre isso, é que os monges não podem ‘estocar’ as doações de alimentos que recebem. Ou seja, a ronda que fazem por comida deve ser feita diariamente, pela manhã. Ao retornar para o templo, os monges fazem a seleção do que vão comer e planejam como vão se alimentar ao longo daquele dia. Muitos fazem apenas uma refeição, enquanto outros dividem os alimentos recebidos entre o café da manhã e a última refeição (que sempre deve acontecer antes do meio-dia).

 

O arroz é um dos alimentos que pode ser ofertado aos Monges
O que os monges budistas podem comer
Os alimentos que podem ser ofertados aos monges para a refeição matutina estão em cinco categorias: alimentos básicos (como arroz), sobremesas, alimentos secos ou em conservas, peixes e carnes. Mesmo tendo feito a última refeição até o meio-dia, os monges budistas podem comer alguns alimentos ao longo do dia, como: mel, açúcar e xarope, ghee, manteiga e queijo. Importante ressaltar que as doações de comida não precisam ser feitas em grande quantidade. O que vale é a intenção da pessoa em doar. O alimento também não precisa ter sido feito por quem está doando. Se estiver viajando pela Tailândia e quiser fazer sua doação, você pode comprar comida em estabelecimentos locais e ofertar aos monges.

Quanto às restrições alimentares, existem dez tipos de carne que os monges não podem comer: carne humana, carne de elefante, de tigre e de tigre amarelo, de leopardo, de urso, de leão, de cobra, de cachorro e de cavalo.


Os Monges Budistas só podem se alimentar por doações
Como os monges budistas devem se alimentar
Toda a refeição que o monge budista faz está sempre rodeada de devoção e respeito ao Buda. Por essa razão, antes de se alimentarem, eles oferecem a comida à imagem sagrada com cantos, reverências e orações.
Caso o alimento não tenha sido ofertado, ou tenha sido doado no dia anterior, o monge não poderá consumi-lo.

Já os alimentos que não são selecionados pelos monges nunca são descartados. Prioritariamente, freiras e crianças que ajudam nas redondezas dos templos são contemplados. Em seguida, pessoas pobres chegam para as doações que são feitas ao meio-dia. Toda e qualquer sobra é então oferecida aos cães e gatos do templo. Ou seja: zero desperdício!

Mesmo tendo familiares e conhecidos nas regiões que circundam o templo, os monges budistas não podem pedir por um determinado tipo de comida, como o prato que mais gostam. Caso alguém diga o que for levar a eles no dia seguinte, o monge também não poderá comer o alimento. Ao todo, são 30 regras sobre alimentação que os monges budistas devem seguir.


Interessante, não é?! O mais importante em conhecer essa rotina é perceber que, para os monges budistas, receber a doação de alimentos é algo muito maior do que apenas a manutenção do corpo e da saúde. Eles integram um tipo diferente de economia: a cultura de doações, em que retribuem tudo o que recebem com ensinamentos aos seus seguidores. Para os monges budistas, a doação faz parte do sentido da vida.

Loja Calça Thai


Calça Thai Indica: Massagem Thai no Brasil!

Sempre compartilhamos com você curiosidades do nosso país e informações sobre as nossas Calças, Blusas e Bolsas; desde a forma como são criadas, passando pelas suas principais formas de uso, até como lavar e manter as peças. Daí você pode pensar: mas qual a relação entre a Massagem Tradicional Tailandesa e as Calças Thai?!

Nossas Calças, especialmente as Pescador, são populares entre terapeutas

Nossas Calças, especialmente as Pescador, são populares entre terapeutas e também entre as pessoas que recebem as massagens (Sim! Nessa prática não é necessário que haja contato com a pele). Por serem leves e totalmente ajustáveis, as Calças Pescador são muito usadas por massagistas e massoterapeutas, já que com elas, esses profissionais têm mais liberdade em seus movimentos, o que é superimportante para que realizem suas atividades da melhor forma. 

Se você não conhece, a Massagem Thai trabalha as linhas de energia presentes em nosso corpo para que físico e mente estejam alinhados, em plena sintonia. Já a Reflexologia Podal, atua como um complemento à Massagem Tradicional Tailandesa. Como no pé acredita-se que haja o mapa completo do corpo, por meio do toque em cada ponto (áreas reflexas), conseguimos nos comunicar com o organismo. Assim, a Massagem Thai auxilia não apenas no relaxamento e bem-estar, mas também em questões de saúde e serenidade mental. 

Barbara Santos Para saber mais sobre a Massagem Thai no Brasil, o Blog da Calça Thai conversou com uma das referências no assunto: Barbara Santos, professora há 6 anos da autêntica massagem tailandesa no Brasil, apaixonada pelo nosso país, pela cultura tailandesa e que mora na Tailândia desde 2014. Barbara estudou nas melhores escolas do país, como o WatPo Traditional Massage School (primeira universidade de medicina tradicional tailandesa) e ITM School (que recentemente recebeu prêmio do Reino Tailandês como melhor escola internacional de massagem tailandesa). Para compartilhar seus conhecimentos com os brasileiros, desde 2012, no NIBBANA, Barbara capacita profissionais em terapias tailandesas seguindo o mesmo método de ensino tailandês.


Barbara, como você define a Massagem Thai?
A Thai Massagem é uma terapia corporal que tem a habilidade de alongar as cadeias musculares mais importantes do corpo, combinando pressão, manipulações corporais, torções e centenas de exercícios que estimulam pontos e canais de energia vital, desenvolvidos para desbloquear a energia estagnada e promover o aumento da flexibilidade, mobilidade, e diminuir a rigidez e contrações musculares.


Barbara, e a Reflexologia Podal Thai?
A Reflexologia Podal é muito mais do que uma massagem nos pés; é uma cura natural altamente eficaz no tratamento de muitos problemas de saúde. Uma massagem nos pés promove relaxamento, mas não têm efeitos a longo prazo; porém, a reflexologia podal promove equilíbrio e bem-estar com impacto longo e duradouro.

Reflexologia Podal Thai
Você recomenda alguma vestimenta especial para terapeutas?
Os profissionais que trabalham com massagem tailandesa sabem o quanto a técnica pode ser exaustiva e causar cansaço físico. Portanto, saber escolher a peça ideal para trabalhar é essencial, pois a roupa deve permitir transpiração sem causar mau cheiro e possibilitar liberdade nos movimentos. Na Tailândia, os terapeutas geralmente vestem calça envelope pescador, que é superconfortável e traz mobilidade para quem trabalha no chão.

Para quem vai receber a Massagem Thai, há algum tipo de roupa indicada?
A pessoa que procura por massagem, muitas vezes não se preocupa com a roupa que precisa vestir para receber a terapia – o que ela tem em mente é apenas o fator relaxamento. Na Tailândia, quando vamos à um SPA ou uma clínica especializada de massagem tailandesa, recebemos um conjunto de camiseta e calça envelope, feitos de tecido leve e confortável, que proporcionam melhor aproveitamento da massagem. E o mais interessante são as calças envelope! Pois elas são tamanho único, então, independente se o cliente é de estatura alta, baixa, magrinho ou gordinho, essas calças se ajustam a qualquer um.

Barbara, o que você diria para quem ainda não conhece a Massagem Thai?
A Massagem não é apenas um simples toque corporal, vai muito além disso. Eleva a mente e relaxa o corpo em dimensões mais sutis. Não trabalhamos apenas no físico, atingimos camadas mais profundas, emocionais, que permitem que o paciente se liberte e se encontre como ser. Tudo o que fazemos é conectar a saúde mental com a física e proporcionar o equilíbrio necessário para a vida.

Se você ficou interessado em saber mais sobre a arte milenar da Thai massagem, o NIBBANA tem uma agenda de cursos que, neste ano, passará por São Paulo e Rio de Janeiro.

Loja Calça Thai

 


Batas Masculinas: Como e Quando Usar!

Quem pensa que a moda para os homens é mais restrita à camisas e camisetas e até mesmo um pouco sem graça, as batas masculinas mostram o oposto! Versáteis, não apenas por combinarem com diversas outras peças e acessórios, as batas são uma boa pedida para ocasiões variadas, como um passeio no final de semana, viagens, festivais, ou até um casamento que tenha uma vibe mais tranquila!

Neste post, nós compartilhamos com você algumas curiosidades sobre as batas para homens, como sua origem, suas características e dicas de como usá-las, até porque temos duas novidades em nossas coleções masculinas: a Camisa Serena e a Camisa Mandala que seguem o estilo das batas!

Como elas surgiram?

Bata Masculina Indiana

Bata Masculina Indiana

As batas para homens tiveram origem no oriente, mais precisamente na Índia. Mas foi nos anos 70, em meio à movimentos que buscavam mais liberdade no estilo de vida e nas vestimentas (como os hippies) que elas se difundiram.

Na Tailândia, as batas também são populares muito em razão da influência indiana nos costumes do nosso país. Mas existem diferenças entre os dois estilos. Enquanto as indianas podem ser mais compridas (geralmente até o joelho) e mais elaboradas, sendo ricas em detalhes, bordados, rendas e com cores bem vibrantes, as tailandesas tendem a ser mais básicas e clássicas.

Bata Masculina Tailandesa

Bata Masculina Tailandesa 


Por que escolher vestir as batas masculinas?
Por terem modelagem mais solta e leve, as batas são uma ótima pedida para os homens que buscam ter mais liberdade e conforto em suas roupas. Além disso, ela transita entre o estilo de uma camisa e a tranquilidade de uma camiseta. Assim, você tem o melhor dos dois mundos com muita atitude.

Outra prova da sua versatilidade, é que as batas podem vestir homens de diferentes idades. A modelagem da bata também tem a vantagem de não marcar os contornos do corpo por ter corte solto. Então, para quem quiser disfarçar as gordurinhas indesejadas na barriga, ela pode ser uma grande aliada a se ter disponível no guarda-roupa.

Agradáveis e com a cara do verão, as batas masculinas são usadas com mais frequência nas estações mais quentes do ano. Mas, se seu tecido for encorpado (como algodão) e a bata tiver mangas compridas, você pode usá-la o ano todo!

Batas MasculinasAs batas para homens são uma boa pedida para ocasiões variadas


Como usar a bata?
As batas masculinas trazem um tom mais moderno e descontraído para o estilo dos homens. Elas combinam com calças e bermudas mais informais, e mesmo que tenham estampa, ou detalhes que fujam da linha básica, são fáceis de combinar. Se você busca por um visual mais equilibrado com essa peça, aqui vão algumas dicas importantes!


Ao escolher vestir sua bata com bermudas, o jeito de não errar é optar por tecidos naturais (como sarja e jeans) e pelo comprimento próximo aos joelhos. O modelo cargo também é uma boa pedida. Mas se escolher compor com calça, nesse caso, é melhor dizer quais tipos não combinam com a bata masculina. Calças sociais, por exemplo, ou peças com tecidos sintéticos (como as estilo esportista) não ficam harmônicas.


Já os acessórios com estilo rústico e pegada artesanal, como pulseiras e cordões, ajudam a inspirar um look mais tranquilo e descolado. Opções em tecido, madeira, pedras naturais e até elementos metálicos, trazem um quê aventureiro para a composição. Nesse caso, o mix de texturas é bem-vindo e dá ainda mais personalidade ao visual.


Para os pés, prefira usar sua bata com sandálias e chinelos, ou sapatos fechados mais informais, como tênis casuais, docksides, slip on e mocassins.

Camisa Mandala Bege
Agora você já sabe: seja lisa ou estampada, as batas masculinas trazem mais conforto e personalidade para a rotina dos homens! E se você também se apaixonou por essa peça, conte pra gente aqui nos comentários. Ah... e não esqueça de garantir a sua com todo o estilo thai!

Loja Calça Thai


Tecidos veganos: conheça quais são, suas principais características e vantagens!

Como você já sabe, na Calça Thai usamos apenas tecidos veganos, de origem vegetal. Mas existem outros tecidos feitos a partir de plantas, ou de formas sintéticas, que também respeitam os animais. Neste post, vamos falar um pouco mais sobre os principais tipos para que você conheça as características e vantagens de cada tecido vegano.
Aliás, muita gente acha que 'vegano' é sinônimo apenas de produtos alimentícios, mas vai muito além disso, como já falamos neste outro post!

Tecidos Naturais de Origem Vegetal

Tecidos Naturais de Origem Vegetal

Algodão
O algodão é uma fibra branca, macia, que se desenvolve ao redor de algumas sementes da família das Malvaceae, planta tropical e subtropical.
Ao optar por vestir uma roupa de algodão, você também escolhe ter mais leveza e conforto em sua rotina. Tecidos de algodão são respiráveis, o que traz melhor sensação térmica, e têm boa durabilidade.

Rayon
Rayon é um tecido artificial originado da fibra de celulose que se regenera naturalmente. O Rayon é muito macio, leve e confortável. Por essas e outras características, esse tecido é resistente e respirável, ou seja, ele permite que o vapor de suor gerado pelo corpo, transpire pelo tecido!
Para saber como passar e guardar peças em Rayon, confira os nossos posts dedicados a esses assuntos.

Fibras Sintéticas

Fibras Sintéticas

Poliéster
O poliéster pode ser proveniente de fibras artificiais ou sintéticas. Há quem acredite que roupas assim têm um toque menos natural em relação a roupas feitas com fibras naturais, mas os tecidos de poliéster têm algumas vantagens significativas, como maior retenção de cor e calor (importante nas temperaturas mais frias – já que ele barra a entrada do ar e não permite a saída do calor do nosso corpo).

Nylon
Na década de 30 surgia o Nylon: a primeira fibra têxtil sintética produzida no mundo. A fibra com fios brilhantes e elásticos era semelhante à celulose e logo ganhou ampla utilização no mercado global, sobretudo, no segmento de vestuário. Hoje, o Nylon é um dos tecidos mais usados mundialmente, ao lado do algodão e do poliéster. Entre as suas principais vantagens estão sua alta resistência ao amassado, elasticidade, maciez e caimento.

Lycra
A Lycra, ou Elastano, é uma fibra sintética formada por poliuretano segmentado, o que fez com que esse tecido fosse conhecido por sua grande capacidade elástica. O fio sintético de elastano foi lançado oficialmente no mercado americano em 1959 e revolucionou a indústria têxtil por oferecer qualidades até então nunca vistas, como: resistência, leveza, flexibilidade e capacidade de resiliência. Conforto, facilidade de cuidado e aspecto de novo por mais tempo estão entre as principais vantagens da Lycra.

Tecidos Híbridos (combinação de fibras)

Tecidos Híbridos

Veludo
O veludo é um tecido bastante antigo. Acredita-se que ele tenha sido criado na Índia entre os séculos X e XV. Tempos depois, o veludo chegou a Europa. Basicamente, a maior parte dos veludos leva algodão em sua fabricação, mas hoje é possível encontrá-lo em diversas composições e tipos de fibra (sintéticas ou naturais) o que tornou seu preço mais acessível.
A textura macia, seu aspecto elegante e a retenção de calor (ideal nas estações mais frias) são os principais pontos positivos desse tecido.

Cetim
O Cetim é um tecido produzido com fibras de filamentos, como nylon ou poliéster. Criado na China, o Cetim foi muito usado pela nobreza do país por ser um tipo de tecido luxuoso. A partir do século XII, o tecido passou a ser amplamente usado na Europa. A composição do Cetim pode ser variada, o que interfere em sua textura. Já entre suas principais vantagens, estão a sua versatilidade, seu caimento, sua textura suave e seu aspecto elegante.

Como você viu nesse post, mesmo não sendo de origem natural, existem fibras sintéticas que não exploram animais para serem produzidas. Para facilitar a visualização das principais características desses tecidos, confira a tabela comparativa abaixo:

Tecidos Veganos tabela comparativa

 

Aqui na Calça Thai, usamos apenas algodão e rayon (tecidos naturais veganos) por acreditarmos que seja importante trazer uma moda consciente a todos.
Mesmo que você não siga a filosofia da moda vegana, ao optar por roupas com os tecidos que trouxemos nesse post, você estará ‘vestindo a camisa’ para que haja menos impacto negativo no meio ambiente, na sociedade em que vivemos e na vida animal.

Loja Calça Thai


Poder, inteligência e prosperidade: conheça o simbolismo do Elefante na cultura Tailandesa

Você já deve ter reparado que diversos produtos Calça Thai trazem em sua estampa o Elefante. Calça Mata, Chang, e as mais novas Bolsa Chang e Calça Boa Sorte carregam todo o simbolismo desse animal que foi fundamental na história da Tailândia e permanece até hoje sendo emblema do nosso país.

Tempos atrás, os Elefantes tailandeses foram usados em guerras, e mais recentemente, como animais de carga, especialmente pela indústria madeireira, mas a importância desses animais vai muito além de tarefas práticas que requerem força.    

Elefantes Tailandia

Desde o início...

Por toda história da Tailândia, o Elefante (ou Chang em tailandês) esteve presente e foi fundamental em algumas missões importantes, como auxílio na construção dos templos, na abertura de florestas e no transporte de madeira. Antes do século XVIII, eles foram a principal força do exército durante as guerras no sudeste asiático, sendo a forma mais eficaz de transporte no campo de batalha (assim como as cavalarias nos países ocidentais). Na época, acreditava-se que quanto mais Elefantes um exército possuísse, mas bem preparado para a guerra ele estaria.

Assim, os Elefantes sempre foram importantes em tarefas que exigiam força, mas além disso, eles demonstravam muito talento e inteligência para realizar diversas atividades.  

Representação espiritual

Para os tailandeses, o Elefante é um animal sagrado, símbolo de prosperidade e bem-estar. Com significados espirituais importantes, os Elefantes têm forte relação com as crenças do budismo e do hinduísmo. Segundo uma lenda budista, a rainha Maya sonhou que um Elefante Branco penetrava em seu ventre pela axila direita. Em seguida, a rainha percebeu que estava grávida de Sidarta (Buda) e o Elefante se tornou um símbolo extremamente favorável e promissor para o povo.

Já o budismo tailandês incorporou elementos do hinduísmo. Assim, santuários com deuses e divindades hindus podem ser vistos por toda Tailândia. Imagens de Ganesha (o deus hindu com cabeça de Elefante) e Airâvata (o deus Elefante) podem ser facilmente encontradas pelo país.

O Elefante Branco

Na Tailândia, os Elefantes Brancos são símbolo de boa sorte por sua conexão com o nascimento de Buda e por pertencerem ao rei. Com sua presença majestosa, movimentos e agilidades únicos, tradicionalmente, o Elefante simboliza o poder real. Há muitos anos, quanto mais Elefantes um rei tivesse (especialmente os Brancos) mais status e poder ele usufruía.

De 1855 a 1916, a bandeira nacional da Tailândia (região chamada de Sião na época) trazia o desenho de um Elefante Branco em um fundo vermelho. Até hoje, o Elefante Branco está presente na bandeira naval tailandesa. Curiosamente, os Elefantes Brancos não são exatamente albinos. Na verdade, eles contam com uma tonalidade de pele mais clara que os cinzas, essa mais próxima ao rosa, do que ao branco.

E você sabe de onde vem a expressão ‘Elefante Branco’? Acredita-se que ela tenha origem na época em que os reis costumavam dar Elefantes Brancos como presente. Funcionava mais ou menos assim: se alguém estivesse a favor do rei, um terreno seria dado juntamente com um Elefante. Entretanto, se o rei tivesse interesse em provar algo a alguém que precisasse de uma lição, o Elefante seria dado, mas sem a terra. Como era proibido que um Elefante real fosse vendido ou usado para trabalho, a manutenção do animal se tornava extremamente cara; e sem a terra, quem recebeu o ‘presente’ normalmente não conseguia dar as condições adequadas ao animal e ia à falência.  

Muito além da Tailândia

Simbolismo Tailandia

Mas esses frondosos animais não são importantes apenas na Tailândia ou na Ásia! Os Elefantes também estão presentes no Cristianismo (como símbolo de pureza), no Feng Shui (boa sorte, proteção, sabedoria e fertilidade), na África (símbolo de força, vigor, longevidade e lealdade), na Europa, na literatura (quem não lembra de Babar, aquela família muito especial de Elefantes?), na TV e no cinema!  

Gostou de saber mais sobre o nosso animal favorito e grande símbolo da cultura tailandesa?! Então aproveite e traga a boa sorte do Elefante para o seu dia a dia!

Loja Calça Thai


Por que não participamos da Black Friday?

Temos vários motivos pra não participar da Black Friday ou de qualquer outra onda de promoções temporárias. Eles se devem à nossa forma de trabalhar e à nossa filosofia de Comércio Justo, baseada nos 10 princípios de Comércio Justo estabelecidos pela Organização Mundial de Comércio Justo. Já falamos de alguns deles por aqui e agora vamos te explicar melhor cada um desses motivos.

A Calça Thai é uma marca com produtos que vêm direto da Tailândia. A primeira loja online que traz produtos tailandeses para o Brasil. Nos preocupamos com o meio ambiente, por isso as nossas peças são veganas, feitas com algodão ou fibra de bambu, e produzidas por artesãos locais de vilarejos do norte do país.

Nós nos preocupamos em não sermos responsáveis por trabalho infantil de menores de 18 anos, forçado ou escravo e também pagamos o mesmo salário a todos os funcionários, sejam homens ou mulheres. As oportunidades também são as mesmas pra ambos os sexos, sem discriminação.

Esta é nossa maneira de valorizar relações mais humanas em toda a cadeia de produção. Respeitando o trabalho de quem faz cada peça, estamos respeitando tradições milenares da Tailândia, imprimindo em nossas roupas as estampas e as cores discretas e também chamativas do povo tailandês. Cada parte do processo, desde a escolha dos modelos que serão vendidos até a entrega ao consumidor, são pensados com carinho e cuidado.

Black Friday costureira

Por ter esse cuidado, percebemos que os artesãos não teriam como comprar matéria-prima se não tinham dinheiro, por isso pagamos adiantado, para que eles possam adquirir o material de seu trabalho e sustento sem dívidas.

Com isso, nosso objetivo é garantir sempre uma produção sustentável com um preço justo tanto para quem produz como para quem compra as nossas peças. Sempre pra gente significa o ano inteiro e não em apenas um dia. Deu pra ver que somos diferentes da maioria das empresas. E é por tudo isso que não fazemos descontos na Black Friday.

Esses descontos poderiam acarretar em prejuízos em alguma parte do processo e acabar afetando a linha de produção justa que tanto prezamos. Não vamos correr esse risco, afinal, estaríamos indo contra os nossos valores e também contra os valores que nossos clientes confiam que praticamos.

Podem continuar confiando! Seguindo a nossa filosofia de comércio justo, nossos preços agora, no ano de 2017, são os mesmos do ano passado. Aliás, pela prática do comércio justo, nós da Calça Thai trabalhamos com a política de custos abertos, ou seja, nossos custos estão abertos aos nossos clientes.

O preço que você vê no nosso site é o preço que você vai pagar pelo produto, sem taxas escondidas. Ao fazer o pagamento, por exemplo, não há custos extras por diferentes formas de pagamento. Não estamos preocupados em sermos uma empresa gigantesca, mas sim em crescer, ainda que lentamente, de maneira completamente sustentável e constante.

A cada peça que os brasileiros compram da produção tailandesa, as duas culturas se aproximam. Os tailandeses vão aprendendo sobre o que os brasileiros gostam de acordo com os modelos e cores pedidas. E os brasileiros vão entendendo como funciona a cultura, a religião e os costumes tailandeses ao verem as cores e os desenhos estampados feitos pelos artesãos e artesãs.

artesãs cores tailândia

Queremos, assim, ver nossos clientes felizes com produtos de boa qualidade e, portanto, duradouros. Nossas roupas não saem de moda, são atemporais. Se tornam parte do seu cotidiano em diferentes estações do ano e ocasiões. Pode ser usada em uma festa, a prática de yoga ou durante a gravidez, por exemplo.  

Somos a favor do consumo sustentável em que se compra não numa determinada época do ano em que as pessoas podem ser levadas ao consumo, mas sim porque comprariam as nossas roupas ou bolsas em qualquer época do ano da mesma maneira.

Queremos que os clientes comprem conscientes de que o que vestem reflete também o que pensam, por isso vale à pena comprar pela qualidade, pelo tecido de fibra de bambu ou algodão orgânico e sustentável e pelo trabalho bem feito dos tailandeses. Com a boa produção em detrimento do volume, todo o processo fica mais simples, sem meandros, e, assim, mais justo e consciente.

calca thai modelo

Apesar disso, não se enganem achando que com isso fazemos uma crítica àquelas empresas que participam da Black Friday. De maneira nenhuma. Entendemos que empresas diferentes têm formas de produzir distintas.

Nós produzimos de acordo com os pedidos para, assim, pagarmos os trabalhadores de acordo com as vendas. Por isso não temos um grande estoque, diferente de outras empresas que preferem produzir mais em determinada época do ano e que também precisam liquidar as vendas.

Com tudo isso, queremos continuar buscando e encontrando o equilíbrio entre comércio justo e preço justo, queremos expandir a conscientização sobre como comprar de maneira mais responsável incentivando economias locais sem prejudicar o meio ambiente e poder fazer deste, um mundo melhor para se viver.

Esperamos que vocês tenham uma ótima semana!

Loja Calça Thai

 


Mais looks Calça Thai com fotos inspiradoras dos nossos clientes!

Há pouco tempo, fizemos um post com alguns dos nossos looks favoritos que recebemos de vocês por meio do concurso #MinhaCalçaThai. Além de mostrar essas fotos que adoramos, a ideia era inspirar vocês a montar seus looks usando suas Calças Thai, em diversas ocasiões. No outro post, trouxemos inspiração para serem usadas na praia, no campo, em festivais e em meio a passeios na natureza.

O post anterior fez tanto sucesso que resolvemos fazer mais um, dessa vez com novas ocasiões e diferentes inspirações. Confira aqui mais fotos e mais composições de looks que podem servir de inspiração pra sua próxima saída!

 

Look Montanha

Para aqueles que não curtem muito a praia, ou querem dar uma fugidinha para um lugar pacífico e próximo à natureza, casas de campo ou mesmo pousadas em montanhas são sempre bem vindas. Geralmente, o clima lá em cima é mais fresco, e uma calça de 100% algodão pode aquecer mais e ser uma boa pedida!

Aqui embaixo, ele apostou na coleção masculina Calça Om e complementou com uma camiseta lisa e um casaco. Apesar da camiseta básica, a calça traz muito estilo para essa combinação, combinando até mesmo com o ambiente de paz e tranquilidade ao fundo. Para a foto ficar ainda mais charmosa, o filtro em tons de sépia trouxe um toque de calmaria!

Calça Om

Look Gestante

Aqui na Calça Thai, t-o-d-o m-u-n-d-o tem vez, incluindo as futuras mamães. As gestantes são um dos nossos públicos favoritos, porque é muito gratificante pensar que estamos fazendo parte de um momento tão importante da vida de uma mulher, talvez o mais importante de todos, que é a espera de um filho ou uma filha.

Vários dos nossos produtos são ideias para mulheres grávidas por serem muito ajustáveis, como as coleções Clássica, Pavão, Thai, Flor, Pescador e Pescador 3/4. Nessa foto, a gestante da vez apostou na peça Thai Azul, com elástico na cintura e nos tornozelos. Com pés descalços e pose de yoga em um cenário maravilhoso, o look se completou com um top que valoriza o barrigão. E essa é a grande dica paras as nossas grávidas: mostra esse barrigão para o mundo que é bonito demais de se ver! 

Gestante

Look Noite

Acha que Calça Thai só pode ser usada no dia a dia? Que nada! Quem manda aqui é você. De combinações mais despojadas à combinações mais requintadas, você decide como quer vestir sua peça. E à noite também pode, sim!

Aqui, o look com a Calça Clássica Preta ganhou ainda mais vida com uma blusinha com algumas estampas e muitos acessórios: brinco, relógio, pulseira, anel, e, no pé, uma sapatilha. Esse look só podia ficar completo com uma selfie pré barzinho, não é mesmo?

Noite

 

Look Viagem

Falou em look viagem? Bem que a gente queria cair na estrada e usar esse look todo dia! Um desafio frequente de viajantes é conseguir estar extremamente confortável para passar um dia inteiro andando ou horas e horas dentro de um ônibus ou avião, e ao mesmo tempo não perder o estilo: afinal, viagem é viagem, não dá pra desperdiçar nem um minuto e a gente precisa se sentir muito bem o tempo todo.

Na foto abaixo, na frente de uma linda mesquita em um país que não sabemos qual, nossa cliente viajante apostou na Calça Thai Preta. Para o conforto ser ainda maior, um tênis no pé, e para aguentar frio ou calor, ela usou uma camiseta de manga longa e outra de manga curta por cima. Se esquentar, ela tira a de baixo, amarra na cintura e o passeio continua - mais uma ótima dica para quem está partindo para suas próximas férias.

Viagem

 

Da próxima vez, sua foto também pode aparecer por aqui. Participe da próxima edição do concurso #MinhaCalçaThai. Para saber quando vai acontecer, não deixe de se cadastrar na nossa newsletter clicando aqui

Loja Calça Thai