A Ásia em festa: Ano Novo Thai e Holi Festival Indiano – Calça Thai

A Ásia em festa: Ano Novo Thai e Holi Festival Indiano

29 Novembro 2016
0 comments

Escrito por Marina Lourenço

A Ásia em festa: Ano Novo Thai e Holi Festival Indiano

Se tem duas coisa que a América Latina e a Ásia têm em comum são a religiosidade e a variedade de feriados e festividades: há sempre uma razão pra celebrar. Entre todos os que existem na Ásia, dois deles nos chamam a atenção - um típico da Tailândia e outro da Índia. Ambos cheios de vida, cores e muita água! Quer saber mais?

Songkran – O Ano Novo Tailandês

Songkran

Apesar da Tailândia seguir o calendário ocidental, onde o novo ano começa em Janeiro, ela sempre comemora uma outra celebração de renovação de ano, o Ano Novo Thai, ou Songkran. Ele é celebrado no mês de Abril, no dia 13, se prolongando pelos dias 14 e 15. O termo Songkran vem do sânscrito e significa "passagem astrológica", ou seja, nos remete a transformações, renovações e mudanças. A festividade é mantida no calendário solar budista e também no hinduísta. 

Na prática, a festividade se torna um feriado de quase 1 semana entre os tailandeses, e envolve muita água: por meio de guerrinhas de água espalhadas por toda a cidade, com arminhas, baldes e mangueiras, a ideia é limpar as impurezas e problemas do ano anterior, e se renovar para o ano que começa, tendo um início novo e fresco. Apesar de grande parte do comércio fechar durante esse tempo, é uma época muito interessante para se visitar a Tailândia, exalando boas energias e diversão.

Holi Festival - O Festival das Cores Indiano

Festival Holi

Também conhecido como festival do compartilhamento de amor, a Holi sempre cai entre o fim de Fevereiro e o começo de Março. A festividade se inicia com uma fogueira, que semelhante à simbologia da água no caso do Songkran, a ideia é limpar todo o mal interior, nesse caso queimando ao invés de molhando. O próximo dia é o mais conhecido mundialmente: uma "guerrinha de cores", onde os mais diferentes e vivos tons são compartilhados em formato pó e líquido, por meio de uma água tingida e colorada. A ideia é que todo mundo se pinte e se divirta, sem restrições de interação entre classes sociais, idade, gênero: durante a Holi, todo mundo é igual.

O festival, tão amado pelos indianos e hoje disseminado pelo mundo inteiro, carrega consigo várias simbologias e filosofias: a vitória do bem sobre o mal, a chegada da primavera, a gratidão pela boa safra, e também nos remete a um momento de interação, sendo uma oportunidade para conhecer ouras pessoas, se divertir e dar risada, perdoando erros, esquecendo problemas, e se acertando nos relacionamentos com outros próximos de você.

Songkran e Holi

Apesar de serem festividades diferentes, de datas e culturas diferentes, as duas possuem diversas semelhanças.

Em ambos os casos, o povo ocupa as cidades e as festas acontecem na rua, em parques e espaços públicos. Nessas épocas, todo mundo é igual: se molham juntos, se pintam juntos, se divertem juntos. As ruas enchem de gente com sorriso no rosto e arminhas ou tintas na mãos, a fim de celebrar a vida.

As duas também envolvem água, o que em ambos os casos representa a renovação. E não é só um baldinho por pessoa não: a água fica disseminada por toda a cidade e todos os participantes voltam pra casa encharcados. A Holi ainda conta com o complemento das cores, o que não ocorre no Songkran. Nesse caso, além de molhado, todo mundo volta colorido: cores neons, alegres, vibrantes. 

Ainda que as manifestações tenham bastante em comum, o que mais une os dois festivais é seu objetivo maior: a vontade de deixar o mal para trás e fazer com que o bem prevaleça. Festas lindas feitas por pessoas do bem!

 

 

Deixe o seu comentário