Descubra a história e costumes das tribos da Tailândia – Calça Thai

Descubra a história antiga e costumes das tribos das montanhas da Tailândia

19 Maio 2015
0 comments

Escrito por Calça Thai

Aqui na Calça Thai fazemos calças mas também somos amantes da Tailândia e da cultura tailandesa.

Descubra a história antiga e costumes das tribos das montanhas da Tailândia

Tribos da montanha ou povos da montanha, são termos usados na Tailândia para todos os diversos povos indígenas que habitam as altas regiões montanhosas do norte e oeste da Tailândia, incluindo ambos os lados das fronteiras remotas entre o Norte da Tailândia, Laos e Birmânia. Essas áreas são conhecidas por suas densas florestas e terreno montanhoso em que as tribos são capazes de caçar e viver em relativo isolamento.

Aqui está uma explicação mais detalhada de três das principais tribos encontradas no norte da Tailândia.

O povo Akha

Os Akhas estão intimamente ligados com os Hani da província de Yunnan, na China. Os Akhas são uma das influências culturais dominantes na área. Existem cerca de dois a três milhões de Akhas e Akha-Hanis no total, 70 mil dos quais vivem na Tailândia. Os Akhas falam uma língua do ramo Lolo / Yi do grupo de língua Tibeto-Birmânico, mas não tem forma escrita. Akha é uma língua tribal na qual cada palavra termina com som de uma vogal. É completamente diferente do tailandês, chinês e outros idiomas asiáticos tradicionais.

Cantar é uma parte fundamental da vida Akha. Homens cantam quando saem da aldeia para caçar e o povo Akha canta quando estão sozinhos no campo para se sentirem confortados. Eles também têm muitos instrumentos musicais, incluindo flautas de cana, flautas, tambores, chifres de búfalo e batedores de bambu. 

Os Akhas são um grupo xamânico que compartilha o antigo arquétipo universal de que a Deusa gira um universo onde a natureza não se distingue da humanidade. Eles incorporam a essência de sua consciência em um continuum holístico onde não há dicotomia entre eles e o mundo natural. O Caminho Akha, um estilo de vida prescrito derivado de cânticos religiosos, combina o animismo, o culto aos antepassados, xamanismo e um relacionamento profundo com a terra. O Caminho Akha enfatiza rituais na vida cotidiana e salienta fortes laços familiares e do hino da criação; todos os homens Akha podem recontar de volta sua genealogia por mais de cinquenta gerações até o primeiro Akha.

O povo Karen

O Bwa G'Naw, conhecido por muitos como Karen são uma das maiores tribos do sudeste da Ásia. A população total do povo Karen é desconhecida, uma vez que eles estão espalhados por toda a Birmânia, Laos e Tailândia. A estimativa da população varia de 7.5 a 14 milhões de pessoas aproximadamente o equivalente à população de Portugal. Os 300.000 Karen na Tailândia constituem metade da população total das tribos das montanhas do país.

As línguas Karen são difíceis de categorizar como uma família linguística. Eles diferem de outros idiomas Tibeto-Birmânicos, mas eles não parecem coincidir com quaisquer outros tipos. Alguns linguistas agora se referem a eles como o grupo Karenico da família Tibeto-Birmânica. Elas são monossilábicas e utilizam até seis tons de sons para derivar o significado.

O povo Karen é conhecido por seu amor pela paz, tranquilidade e isolamento. Vivendo nas montanhas e florestas baixas, eles plantam de acordo com as estações do ano e as condições do solo da área. A comida que produzem e os animais que criam são para consumo pessoal, e não para venda.

Sua crença significa que eles tentam ganhar o favor dos espíritos que os cercam. Uma vez que eles acreditam em muitos tipos diferentes de espíritos ou "deuses", eles sempre têm que fazer sacrifícios a eles. Eles também tentam buscar conselho dessas forças sobrenaturais, antes de começar uma atividade importante, como uma jornada, uma viagem de caça, a compra de animais, ou fazer negócios.

Na Tailândia, a maior concentração de Karens vive na província de Chiang Mai. Os Karen se diferenciam de outras tribos por viverem em aldeias permanentes em altitudes mais baixas e têm desenvolvido campos de arroz ambientalmente sustentáveis. Estes fatores permitiram que os Karen se integrassem melhor na sociedade tailandesa e sofressem menos discriminação.

Os Hmong

Acredita-se que os Hmong foram os habitantes originais da Vale do Rio Amarelo, na China antiga. A expansão do povo chinês no norte do território Hmong causou um rompimento na cultura Hmong e obrigou-os a migrar para o sul para escapar da opressão e perseguição.

Da China, eles fizeram o seu caminho para os territórios das colônias européias que mais tarde ganharam independência e ficaram conhecidas como Laos, Vietnã e Myanmar. Hoje, as pessoas de Hmong na Tailândia criaram aldeias nas montanhas e terras baixas, em torno de Chiang Rai, Chiang Mai e em outros lugares no país. A vila de Hmong é composta de grupos distintos; cada uma com 7-8 casas em um círculo, com a casa tribal do líder do grupo localizada no centro. 

Existem três tribos Hmong, cada uma com sua própria língua. Nenhuma delas têm um alfabeto mas elas são perto o bastante para que eles consigam entender a fala um do outro. Memória e recitação têm sido a única forma para preservar e transmitir os contos Hmong sobre sua história e cultura através das gerações, mas saiba que eles são capazes de usar caracteres latinos para fazer documentos escritos de sua cultura. Entre as tribos das montanhas, os Hmong estão se tornando os mais integrados na sociedade tailandesa, bem como ficar entre os mais bem sucedidos.

 

E é o vestido tradicional do Hmong que inspirou nossos designers a fazer calças tailandesas.

Saiba mais sobre elas e compre umas calças para você em nossa loja virtual!

Deixe o seu comentário