Blog Calça Thai - Estilo, moda, novidades e notícias do universo Thai – tagged "Templo"

Calça Thai

Conheça os rituais que os Monges Budistas seguem para se alimentar

A rotina dos monges budistas é algo que sempre desperta curiosidade. A forma como vivem e como seguem suas rotinas de devoção estão frequentemente em pauta nos meios de comunicação e não é para menos: com um dia a dia simples e austero, os monges se dividem entre suas tarefas, momentos de oração e busca de autoconhecimento. Já a disciplina que eles desenvolvem é fundamental para que tudo seja feito com harmonia.

Neste post, nós vamos te contar mais sobre a alimentação dos monges budistas na Tailândia: como recebem a comida, o que podem e o que não podem comer, além dos rituais que devem seguir para se alimentarem todos os dias. Confira!

 

Monges Budistas recebendo doações de alimentos
Rotina matinal dos monges budistas
Você já deve ter visto essa imagem antes: monges com suas túnicas alaranjadas, organizados em fila, com um tipo de cuia à tiracolo aguardando por alimentos. Então, para começarmos, saiba que os monges budistas (seja na Tailândia, ou em outros lugares do mundo) não podem cozinhar ou comprar alimentos. Tudo o que eles comem deve ser recebido como doação, ofertado por fiéis e seguidores do budismo.

Outro aspecto importante sobre isso, é que os monges não podem ‘estocar’ as doações de alimentos que recebem. Ou seja, a ronda que fazem por comida deve ser feita diariamente, pela manhã. Ao retornar para o templo, os monges fazem a seleção do que vão comer e planejam como vão se alimentar ao longo daquele dia. Muitos fazem apenas uma refeição, enquanto outros dividem os alimentos recebidos entre o café da manhã e a última refeição (que sempre deve acontecer antes do meio-dia).

 

O arroz é um dos alimentos que pode ser ofertado aos Monges
O que os monges budistas podem comer
Os alimentos que podem ser ofertados aos monges para a refeição matutina estão em cinco categorias: alimentos básicos (como arroz), sobremesas, alimentos secos ou em conservas, peixes e carnes. Mesmo tendo feito a última refeição até o meio-dia, os monges budistas podem comer alguns alimentos ao longo do dia, como: mel, açúcar e xarope, ghee, manteiga e queijo. Importante ressaltar que as doações de comida não precisam ser feitas em grande quantidade. O que vale é a intenção da pessoa em doar. O alimento também não precisa ter sido feito por quem está doando. Se estiver viajando pela Tailândia e quiser fazer sua doação, você pode comprar comida em estabelecimentos locais e ofertar aos monges.

Quanto às restrições alimentares, existem dez tipos de carne que os monges não podem comer: carne humana, carne de elefante, de tigre e de tigre amarelo, de leopardo, de urso, de leão, de cobra, de cachorro e de cavalo.


Os Monges Budistas só podem se alimentar por doações
Como os monges budistas devem se alimentar
Toda a refeição que o monge budista faz está sempre rodeada de devoção e respeito ao Buda. Por essa razão, antes de se alimentarem, eles oferecem a comida à imagem sagrada com cantos, reverências e orações.
Caso o alimento não tenha sido ofertado, ou tenha sido doado no dia anterior, o monge não poderá consumi-lo.

Já os alimentos que não são selecionados pelos monges nunca são descartados. Prioritariamente, freiras e crianças que ajudam nas redondezas dos templos são contemplados. Em seguida, pessoas pobres chegam para as doações que são feitas ao meio-dia. Toda e qualquer sobra é então oferecida aos cães e gatos do templo. Ou seja: zero desperdício!

Mesmo tendo familiares e conhecidos nas regiões que circundam o templo, os monges budistas não podem pedir por um determinado tipo de comida, como o prato que mais gostam. Caso alguém diga o que for levar a eles no dia seguinte, o monge também não poderá comer o alimento. Ao todo, são 30 regras sobre alimentação que os monges budistas devem seguir.


Interessante, não é?! O mais importante em conhecer essa rotina é perceber que, para os monges budistas, receber a doação de alimentos é algo muito maior do que apenas a manutenção do corpo e da saúde. Eles integram um tipo diferente de economia: a cultura de doações, em que retribuem tudo o que recebem com ensinamentos aos seus seguidores. Para os monges budistas, a doação faz parte do sentido da vida.

Loja Calça Thai


Sabe o que está estampado nas moedas tailandesas? Descubra aqui!

Talvez você já saiba que a moeda utilizada na Tailândia é o Thai Baht. Comparada ao Brasil, com 1 real você compra aproximadamente 10 Baht, sendo que o câmbio varia geralmente ficando entre 8 e 12 Baht. Mas você já procurou saber o que vem estampado nas faces das moedas?

Em um país em que a doutrina religiosa é tão forte, dominada pelo budismo, nada mais justo que homenagear os locais que representam essa cultura, que tangibilizam o espírito de paz aqui da Tailândia e que une os tailandeses: são os Templos.

Cada uma das moedas tailandesas têm um Templo em uma das faces, e todos são temples localizados na cidade de Bangkok.

Na moeda de 1 Baht, que vale quase 1 centavo de Real, vemos o Templo do Buda de Esmeralda. Ele é o Templo mais sagrado da Tailândia, ainda hoje é usado como capela do Rei e é o único onde não residem monges. Fica dentro da Capela Real, ou Wat Phra Kaew, ao lado do Grand Palace, no centro antigo de Bangkok.

Templo do Buda de Esmeralda

Já na de 2 Baht, o Templo estampado é o Golden Mount. Ele fica no Wat Saket e é da Era de Ayutthaya. Subir os degraus do Golden Mount coloca tudo em perspectiva e oferece uma vista linda da Ilha de Rattanakosin. Em novembro, um festival no Wat Saket leva uma procissão com velas até o topo do Golden Mount.  

Golden Mount

O Templo de Mármore fica com os 5 Baht. Ele fica localizado em uma região mais afastada de Bangkok e por isso recebe menos visitas que os outros; porém, por conta da sua estrutura de mármore e vitrais, além de 50 estátuas de Buda no topo, alguns dizem ser um dos templos mais bonitos do país.

Templo de Mármore

 

Por fim, a última e mais alta moeda, a de 10 Baht, o Templo do Amanhecer, ou Templo da Alvorada, conhecido em inglês como "Temple of Dawn". Ele se localiza na beira do principal Rio de Bangkok, o Chao Phraya: ao realizar um passeio de barco pelo rio, a vista do templo todo iluminado à noite é maravilhosa. 

Templo do Amanhecer

Quando vier à Tailândia, não deixe de visitar cada um deles!

*Crédito das imagens: @RatiButr

Loja Calça Thai


A Tailândia e a cultura dos pés descalços

Toda cultura tem as suas tradições e costumes próprios. A Tailândia, é claro, não foge à regra. O país possui uma série de padrões de comportamento bastante específicos - e, exatamente por isso, um tanto fascinantes. Se você está de viagem marcada para o Oriente, aqui vai uma dica preciosa: cuide bem de seus pés desde já. O motivo? Eles ficarão bastante à mostra durante todo o tempo em que você estiver por lá.

Leia mais →


Budismo: A principal religião na Tailândia

16 Julho 2015
8 Comentários

Escrito por Calça Thai

Aqui na Calça Thai fazemos calças mas também somos amantes da Tailândia e da cultura tailandesa.

Budismo: A principal religião na Tailândia

A religião sempre fez parte do dia a dia dos tailandeses. Não é a toa que cerca de 95% da população é praticante do budismo Theravada, que é a religião oficial do país. Ele tem como base os ensinamentos do Buda, que é conhecido também como “c” ou “nee Siddhartha Gautama”.

Leia mais →


Wat Pa Maha Chedi Kaew, o templo de um milhão de garrafas

01 Junho 2015
0 Comentários

Escrito por Calça Thai

Aqui na Calça Thai fazemos calças mas também somos amantes da Tailândia e da cultura tailandesa.

Wat Pa Maha Chedi Kaew, o templo de um milhão de garrafas

Definitivamente a Tailândia é um lugar surpreendente. Além de sua cultura e suas belezas naturais, ideias inovadoras tiradas das coisas mais simples tornam esse país uma fonte ainda maior de inspiração.

Leia mais →