Blog Calça Thai - Estilo, moda, novidades e notícias do universo Thai – tagged "Calça Thai"

Calça Thai

Bombacha ou calça tailandesa masculina? Entenda as diferenças!

Enquanto a bombacha é encontrada no sul do Brasil, aqui do outro lado do mundo as calças tailandesas masculinas trazem várias semelhanças. Desde as roupas tradicionais, os tailandeses estão acostumados a utilizar peças largas: ou a calça pescador, ou modelos bem folgados, geralmente com elástico no tornozelo. A bombacha, na mesma linha, também dá o mesmo efeito largo e cheio por ser abotoada na mesma altura.

Feita de brim, tergal, algodão ou linho, a bombacha é uma peça tradicional gaúcha. Seu nome tem origem no termo "bombacho", que em espanhol quer dizer literalmente "calças largas". Desde 1989, a aprovada Lei Estadual da Picha passou a considerar a bombacha como traje oficial gaúcho. Isso quer dizer que o conjunto de vestimentas tradicionais, tanto feminino quanto masculino, pode substituir trajes sociais como vestidos finos e o conjunto terno e gravata. Ou seja, em reuniões formais sediadas no Rio Grande do Sul, as pessoas são permitidas a utilizar suas roupas tradicionais, quando respeitando as recomendações do Movimento Tradicionalista Gaúcho

Roupa Tradicional Gaúcha

 

Seu tecido pode ser tanto liso, quanto xadrez ou listrado. Porém, quando falamos de cores, são sempre tons claros ou escuro: foge-se de cores chocantes ou de muito destaque. Os modelos sofrem alterações conforme a região do estado: na serra, são mais estreitas e não se utiliza faixa na cintura; na fronteira, são largas e apresentam uma faixa de lã, além de adornos laterais chamados de favos de mel; e no Planalto ou nas Missões, também levam esses adornos, mas são mais estreitas na largura.

É interessante também acompanhar a origem da bombacha e como ela chegou até o Brasil: foi dos samurais japoneses, à cavalaria otomana turca, aos beduínos árabes, à invasão na península ibérica, até chegar na América do Sul por meio do Paraguai e Argentina - a estrada foi longa pra que a bombacha seja difundida pelo Rio Grande do Sul!

Diferente das calças tailandesas, que hoje são geralmente utilizadas com tênis, chinelos ou alpargatas, as bombachas tradicionais geralmente utilizada com botas. Hoje em dia, é possível encontrar modelos mais modernos e estilizados, utilizados também com outros sapatos.

Bombacha tradicional

 

Quer ver mais modelos de calças tailandesas, folgadas e cheias de tradição como as bombachas? Confira todas as coleções masculinas da Calça Thai!

Calça Vibe

 


Chang kben: descubra mais um pouco de história nessa calça tradicional tailandesa

Aqui no blog da Calça Thai, sempre falamos sobre tradições tailandesas, principalmente quando o assunto é roupa. Contamos sobre a roupa tradicional tailandesa, exploramos as curiosidades da influência da cultura indiana nas vestimentas tailandesas, e mesmo explicamos as diferenças entre calças indianas e calças originadas na Tailândia. Agora, vamos contar sobre outro modelo de calça muito utilizado entre as tailandesas até o começo do século XX: a Chang kben. 

Chang kben Tradicional

Esse modelo de calça foi muito difundido na Tailândia e também nos seus vizinhos Laos e Camboja, principalmente entre mulheres de classe média e alta. Era uma vestimenta usada no cotidiano, ou seja, era uma roupa de todo dia. No sudeste asiático, ela tem sua origem no Reino do Camboja, tempos anciãos. Era utilizada pelo povo Khmer, que em sua maioria era hinduísta, e especialmente por homens. Porém, ela foi originada mesmo na Índia, e por conta da religião hindu, trazida até o Camboja e difundida por outros países do sudeste da Ásia - Tailândia e Laos, por volta do século XIII.

Chang kben no Camboja

A Chang kben está mais para calça do que saia. É um pedaço de tecido retangular que mede 3 metros de comprimento e 1 metro de altura. Para se usar, é necessário enrolar o tecido em volta da cintura, esticando-o para longo do corpo, depois torcendo as pontas em conjunto e então puxando o tecido por entre as pernas, dobrando-o na parte de trás da cintura. Parece complexo - e realmente é. É sempre difícil para nós, ocidentais, conseguir vestir essas roupas com propriedade e elegância, já que estamos acostumados com calças e saias mais simples, que não exigem tantos procedimentos.

Calça Tradicional Tailandesa

Hoje em dia, a Chang kben ainda é usada em ocasiões de festas tradicionais ou situações formais, onde as pessoas remetem suas vestimentas às utilizadas antigamente, e também por membros da monarquia ou da família real. Mas diferente do que às vezes imaginamos, ao andar pelas ruas aqui da Tailândia, não encontramos pessoas vestidas assim: hoje em dia, o vestuário tailandês é tão globalizado quanto o do Brasil!


Como pendurar e guardar peças de rayon e manter um aroma agradável?

Há pouco tempo escrevemos um post sobre como passar as peças feitas de rayon. Trouxemos dicas e procedimentos para evitar vincos e marcas nas calças feitas a partir desse material. Ainda que muito resistente, o rayon é um material mais fino e delicado, por isso os cuidados para que suas peças durem ainda mais não param por aí. Agora, confira algumas dicas sobre como pendurar e guardar suas roupas: 

Calça Pavão Púrpura Rayon

 

  • Tenha certeza que a peça de rayon esteja completamente seca antes de guardá-la. Se você dobrar sua peça ainda úmida, pode aparecer algum mofo e a peça pode desenvolver um cheio azedo ou de mofo.
  • Sempre pendure sua calça feita de rayon em um cabide resistente e que não seja escorregadio. Quando pendurado corretamente, o rayon dificilmente vai formar vincos. Essas calças devem ser penduradas na vertical pra evitar que elas enruguem.
  • Se você for dobrar sua calça, tente dobrá-la seguindo o sentido da costura da peça. Lembre-se também de não colocar outras peças em cima da calça. Isso previne que a calça crie vincos por conta da pressão de uma peça sobre outra.
  • Se você preferir encobrir a peça quando ela estiver dentro do guarda roupa, certifique-se que seja uma capa limpa e incolor, ou então compre uma capa própria para encobrir o material rayon.

Além dessas dicas de como passar, pendurar e guardar peças feitas de rayon, temos também dicas para que sua Calça Thai sempre tenha um aroma agradável. Vale lembra que essas dicas servem pra diversas roupas e não apenas para as Calças Thai!

  • Coloque sachês perfumados e panos secos dentro do seu guarda roupa e de suas gavetas. É possível trazer um cheiro de frescor para seu guarda roupa utilizando sachês de suas ervas, flores e aromas favoritos. Você pode usar sachês comprados em lojas ou fazer o seu próprio sachê perfumado em casa, enchendo saquinhos de pano com ervas desidratadas e fechando com um cordão. Coloque os sachês tanto nas gavetas, quanto pendurados em cabides.
Sachê perfumado
 
  • Você também pode utilizar óleos essenciais ou perfumes. Adicione entre 2 e 5 gotas do seu óleo ou perfume favorito em um pedaço de pano, em um papel toalha ou mesmo em bolinhas de algodão. Coloque esse material perfumado nas gavetas e em outras divisórias. Você também pode pingar algumas gotas de óleo essencial nas paredes do guarda roupa ou das gavetas. Certifique-se de que o óleo esteja seco antes de guardar suas roupas.
  • Outra opção é tentar utilizar velas e sabonetes perfumados como purificadores. É só colocar dentro do guarda roupa uma vela apagada ou uma barra de sabão embrulhada em tecido que o aroma vai se difundir.  
  • Além disso, mais uma possibilidade é fazer uso de uma madeira já perfumada organicamente como purificador natural. Cedro e sândalo são boas opções, mas se preferir você pode optar por outro tipo de madeira com cheiro intenso e agradável. Colocando um ou dois pedaços da madeira no seu guarda roupa, aquele cheiro vai se espalhar. O cedro é famoso por afastar mosquitos e também por absorver a umidade, que por sinal é um dos principais fatores responsáveis pelo cheiro de mofo nas suas roupas. 
Faça bom uso de todas essas dicas e mantenha suas roupas limpinhas e cheirosas por muito mais tempo!

Calça Indiana ou Calça Tailandesa? A gente explica!

Muitos anos atrás, o vestuário indiano influenciou o surgimento do modelo de calça envelope, na Tailândia. Esse modelo, que depois foi evoluído até o desenvolvimento das "fisherman pants", ou calça pescador, era formado por um pedaço de tecido retangular que é embrulhado ao redor do corpo e amarrado na cintura com o excesso de tecido. Os homens ajustavam a calça para uma altura mais curta, que facilitava o conforto para trabalhar, enquanto que as mulheres só usavam modelos longos, a fim de cobrir todo o comprimento das pernas - mostrar essa parte do corpo era um sinal de desrespeito. Além disso, muitas vezes os homens trabalhavam sem camisa, enquanto que as mulheres estavam majoritariamente cobertas.

Tecidos e roupas simbolizavam padrões sociais que diferiam ao longo dos reinados de cada monarca tailandês. A pessoas mais ricas usavam tecidos elaborados, altamente decorados, incluindo até mesmo fios de ouro ou de prata. Muitos dos tecidos utilizados em ocasiões especiais, como seda e cetim, eram frequentemente importados da Índia e da China. Enquanto isso, nas classes mais baixas predominava o algodão.

Roupa tailandesa antiga

Apesar desse tipo de vestuário acabar gastando uma maior quantidade de tecido, ele era amplamente utilizado, tanto pelo conforto, quanto pela versatilidade. Esse mesmo tecido com que se fazia as calças também tinha outros usos: proteger-se do frio, repelir mosquitos e outros animais, além de ser utilizado como toalha de banho. 

Enquanto isso, as calças indianas, também conhecidas como harém, também surgiram desse pedaço de pano retangular, que era difundido por diversos países da Ásia. Lá na Índia ele era conhecido como "dhoti", "pancha", "mardani"ou "veshti", e era utilizado majoritariamente por homens.

Calça Dhoti Indiana

Hoje, as calças indianas são amplamente utilizadas no mundo, por pessoas de ambos os sexos. Geralmente são largas, têm o gancho baixo e um elástico inferior na altura do tornozelo. Assemelham-se muito com as calças tailandesas, e muitas vezes fica até mesmo difícil diferenciar as duas, já que as culturas, os cortes e os tecidos já se misturaram bastante.

 


Guia dos melhores festivais alternativos do Brasil em 2017

29 Janeiro 2017
0 Comentários

Escrito por Calça Thai

Aqui na Calça Thai fazemos calças mas também somos amantes da Tailândia e da cultura tailandesa.

Guia dos melhores festivais alternativos do Brasil em 2017

Ir a um festival é quase como entrar em um mundo novo. A gente se transforma junto com a energia intensa que essas festas emanam. A gente se une a pessoas que nunca antes tínhamos visto, e formamos um todo. Sabemos que várias pessoas usam suas Calças Thai em festivais, por isso preparamos um guia pra te ajudar a decidir qual será seu próximo!  Ainda não sabe para onde ir esse ano? Confira nosso Guia de Festivais e escolha o que mais combina com você.

 

Festival Internacional de Cultura Alternativa (FICA)

 

FICA

"O FICA pretende ser um modelo de convivência pacífica e harmônica entre todas as pessoas interessadas na cultura alternativa, ambiental, artística, por meio de oficinas, palestras, vivências e apresentações culturais focando uma visão ecológica espiritualizada."

O FICA acontece geralmente no mês de julho mas esse ano ainda não tem data definida. Ele é realizado na Flor de Ouro, em Alta Paraíso, Goiás - plena Chapada dos Veadeiros. É regado a música popular brasileira alternativa, de reggae a rock rural. A inscrição para o FICA já inclui acomodação em camping ou chalé, e o valor varia de acordo com a data que você chegar. Os combos de inscrição + alimentação variam entre R$150,00 e R$1.500,00 de acordo com o tipo de alimentação e hospedagem. Crianças também são bem vindas e pagam meia. 

 

Universo Paralello

 

Universo Paralelo

O nome já diz tudo: um outro universo. Esse é um famoso festival de trance localizado em uma praia paradisíaca: são 2km de praia reservados para esse tributo à música eletrônica.  Além desse tipo de som, uma parte do festival também é dedicada à música chill out, reggae e world music, além de apresentações artísticas e oficinas diversas. As experiências são diversas e é preciso chegar de mente aberta para interagir com diversos tipos de gente, arte e cultura.

É o sonho de quase todo fã de festival aqui no Brasil e acontece entre dezembro e janeiro, contemplando a virada de ano, na Bahia, Praia de Pratigi. Esse ano, em sua décima quarta edição, o festival vai acontecer entre os dias 27 de dezembro e 3 de janeiro. Os primeiros lotes de ingressos promocionais já se esgotaram e estavam custando R$ 530,00 - para quem for comprar daqui pra frente, pode saber que esse preço vai subir. Para acompanhar todas as novidades, siga a página do evento no Facebook.

 

Pulsar Festival 

 

Pulsar

"Serão cinco dias de vivências e oficinas de permacultura e artes somadas a uma experiência audiovisual única. O line up, como sempre, é comandado por alguns dos principais artistas da vanguarda psicodélica mundial e a decoração poderia facilmente ter sido importada de outras galáxias."

Esse ano o Pulsar Festival rola em junho, entre os dias 14 e 19, em Cachoeira Alta, na acolhedora cidade de Ipoema, Minas Gerais. O line up conta com diversos DJs brasileiros e internacionais - chileno, sueco, inglês, grego e até mesmo indiano. O primeiro lote custa R$ 320,00 individual, e R$ 580,00 duplo. O duplo só pode ser comprado pelo website do evento e a entrada de menores de idade não é permitida. No Facebook, você encontra todos os detalhes, além de excursões saindo de diversos cantos do Brasil 

 

Kundalini Festival

 

Kudalini

"A edição de 2017 Shiva/Shakti Kundalini tem em suas raízes a intenção de trazer a todos a força da transformação alinhada a energia primordial da criação.
Sejam todos bem-vindos a mais uma etapa do despertar planetário!"

Com muita cultura psicodélica, o Kundalini acontece em São José dos Ausentes, Rio Grande do Sul, de 8 a 13 de fevereiro. Crianças são bem vindas e há até mesmo espaços especiais para os pequenos. O terceiro lote custa R$ 300,00 e será vendido até a data do evento. A música varia entre a eletrônica psicodélica e um estilo mais tranquilo, o chill out. Na página do evento, você confere todos os DJs confirmados, além de excursões e outros detalhes.

 

Trance in Moon

 

Trance in Moon

A descrição do evento é misteriosa: "A Trance in Moon é uma corrente que se iniciou com amigos em um grupo secreto, e que em sua primeira edição foi considerado o festival revelação de 2013 por votação totalmente voluntária através da pesquisa feita pela Trancers Brasil." Mais um festival de trance, dessa vez em São José da Bela Vista, próximo a São Paulo.

O Trance in Moon 2017 rola em abril, no feriado da Páscoa, de 13 a 16. O primeiro lote custa R$ 120,00, e o segundo, R$ 140,00. O valor não inclui acomodação; para isso, é necessário acessar o Facebook e conferir os alojamentos disponíveis. Na página do evento, 6 mil pessoas já estão confirmadas. Para garantir sua entrada, também é obrigado levar 1kg de alimento não perecível. 

 

Festival Mundo de Oz

Mundo de Oz

 

"O Mundo De Oz é um evento multicultural com atividades artísticas, artesanais, musicais, ecológicas, circenses, cênicas e educativas que leva seu público a explorar os conceitos de uma comunidade alternativa, que busca paz, amor, união e respeito através da música. Temos como nossa missão criar um lugar onde todas as pessoas sejam iguais, onde não se repara em roupas de marca ou em quanto você tem no bolso, um lugar onde o ser humano é valorizado como deve ser."

Em abril, na Fazenda Bom Jardim, em Aparecida, SP, entre os dias 20 e 23, rola a oitava edição do festival. Os lotes custam entre R$ 150,00 e R$ 320,00. Fichas de consumação também serão vendidas pelo site do evento. Rola muita música eletrônica psicodélica, além de oficinas. No Facebook, 9 mil pessoas estão confirmadas, e outras 26 mil se dizem interessadas. No site, é possível encontrar também o "Guia Oz", com todas as informações úteis sobre esse festival. 

 

Festival Forró da Lua Cheia

 

Forró da Lua Cheia

"Há 25 anos, o Festival Forró da Lua Cheia vem proporcionando edições memoráveis, com shows do gabarito de Renato Teixeira, Morais Moreira, Beto Guedes, Lenine" e por aí vai!

Regado a música popular brasileira, Forró da Lua Cheia rola dentro do hotel fazenda Vale das Grutas, em Altinópolis, SP. Esse ano acontece em maio, entre os dias 5 e 7, e contará com shows de Gabriel O Pensador, Falamansa, IRA!, entre outros. Ainda não liberaram muitas informações, mas em breve a página do evento será atualizada. Por lá, 5 mil pessoas já estão confirmadas, e 11 mil interessadas. O primeiro lote já está à venda, e custa R$ 220,00, dando acesso aos 3 dias de festival, e incluindo área para camping. 

 

Celebração de Dharma do Sudeste

 

Celebração Dharma do Sudeste

"Todos são bem-vindos à primeira Celebração de Dharma do Sudeste da NKT-IKBU 2017. No ambiente inspirador do Templo pela Paz Mundial, a Celebração de Dharma do Sudeste é uma bela oportunidade para vivenciar os ensinamentos de Buda e compartilhar momentos significativos com amigos espirituais. Uma pausa na agitação do dia-a-dia e uma imersão na prática espiritual. Tempo de meditar, refletir e desfrutar de profunda paz interior."

Acontece em Cabreúva, SP, no feriado de Carnaval, de 24 de fevereiro a 3 de março. Diferente dos outros festivais, esse funciona mais como um retiro de meditação e iniciação à doutrina budista. A ideia é aprender práticas que ajudam as pessoas a se fortalecerem internamente. Você não precisa ser experiente para se inscrever - iniciantes no budismo também são bem vindos. Para se hospedar, você pode escolher camping, chalé ou hotel, e crianças também são bem vindas. O pacote completo de abertura, iniciação, ensinamentos e retiro custa R$ 530, e acomodação e alimentação são pagos à parte. Você também pode optar por adquirir apenas partes dos dias. 

 

Gostou? Não esquece de comprar uma Calça Thai para seu próximo festival! 


Roupa confortável durante e após a gravidez: conheça as peças da Calça Thai

A gravidez é um marco na vida de qualquer mulher, talvez o maior marco pelo qual a maioria das mulheres passa. O cuidado com as roupas conforme o barrigão cresce é tão importante quanto o cuidado depois que o bebê nasce. Reconhecemos a importância de se estar o mais confortável possível, se sentindo bem com o corpo e utilizando roupas que ajudam nesse processo intenso e maravilhoso. Aqui na Calça Thai, já contamos que algumas de nossas peças são ideais para mulheres grávidas e principalmente para o pós gravidez, ou seja, o período de amamentação e adaptação a uma nova rotina e a um corpo transformado, que se altera novamente assim que o bebê vem ao mundo. 

Calça Pavão Púrpura

O pós gravidez é uma fase em que as roupas precisam ser leves e macias; precisam facilitar a amamentação diária e também ser ajustáveis, já que o corpo passa por diversas transformações - desde o início da gravidez, até os primeiros meses de vida do bebê.

Algumas coleções da Calça Thai podem te ajudar a passar por essa fase com mais tranquilidade: são as coleções Thai, PavãoPescadorFlorClássica e Pescador 3/4

 

 

Uma das vantagens das coleções Clássica, Thai, Flor e Pavão é a possibilidade de se usar a Calça Thai como macacão. Dessa maneira, as mulheres não apenas evitam apertar a região da barriga com o elástico, como facilitam o momento da amamentação, uma vez que é muito fácil e prático abaixar o macacão para amamentar, e depois voltar para a altura normal.

 
Calça Flor Vermelha Macacão

 

Além disso, o material macio e a ausência de zíperes ou botões evitam que a roupa cause incômodo por conta da cicatriz na barriga, no caso de uma cesariana. 

Outra grande vantagem dessa coleções, mas principalmente dos modelos envelope - as calças Pescador e Pescador 3/4, é a facilidade de ajuste ao corpo, tanto durante a gravidez, quanto após dar à luz, porque essa calças podem ser alargadas ou ajustadas de acordo com a form do seu corpo. Esse modelo não possui elástico ou botões: todo o ajuste é feito por meio de faixas na própria calça, podendo deixar sua calça mais alta ou mai baixa, mais justa ou mais folgada.

Durante e após a gravidez, é importante colocar seu conforto e o conforto do seu bebê em primeiro lugar, tanto levando uma vida saudável, se preocupando com sua mente e seu corpo, quanto vestindo roupas que fazem com que você se sinta bem!


Como passar as peças feitas de rayon?

O rayon, ou seda vegetal, é um dos materiais mais utilizados na produção da Calça Thai e já foi discutido aqui mesmo no nosso blog. É um tecido originado da celulose e considerado vegano, ou seja, apesar de não ser completamente natural, não há a exploração de animais para que ele seja produzido. O rayon é bastante conhecido por ser um tecido leve, suave, ao mesmo tempo que respirável e resistente. 

Calça Thai Azul

Aqui na Calça Thai, as coleções em rayon são as calças Clássica, Pavão, Thai, Flor, Conforto e Pena, enquanto as outras são feitas de algodão convencional.

Calça Pavão Rosa

Para sua lavagem, é recomendado lavagem à seco, à mão e à máquina com água fria no ciclo delicado, por ser um tecido sensível. Também temos um post sobre outras alternativas para lavar suas roupas com consciência e preocupação ambiental, utilizando sabão em pó caseiro, bolinhas ecológicas ou sabão orgânico. Porém, dependendo da lavagem, é possível que as calças feitas de rayon formem alguns vincos ou mesmo enruguem um pouco. Para remover e mesmo evitar essas imperfeições, aqui vão algumas dicas:

  • Passe sua calça de rayon em baixo nível aquecimento do ferro de passar, utilizando uma configuração baixa. Temperaturas altas podem queimar o rayon;
  • Passe a peça por determinadas áreas e evite puxá-la para não causar deformação;
  • Vire as peças ao avesso quando estiver passando, já que a área em contato com o ferro pode desenvolver uma leve luminosidade;
  • Não utilize vapor ou spray. O rayon perde a tensão quando molhado, e adicionar vapor pode deixar o tecido mais vulnerável a algum dano quando estiver sendo passado; 
  • Passe sua peça com alguma proteção. Se você quer evitar o brilho que aparece quando se passa o rayon, lembre-se de utilizar uma barreira protetora. Você pode colocar uma toalha de mão na área que você quer passar e fazê-lo com a toalha por cima. Use apenas barreiras protetoras limpas e resistentes ao calor, como um tecido de algodão. Algumas pessoas também recomendam utilizar papel alumínio, mas é possível que o papel seja superaquecido e isso pode levar a queimaduras.

Calça Clássica Branca

Lembrete: sempre deixe as configurações do seu ferro de passar no nível mais baixo de aquecimento. Ainda que possa demorar um pouco mais para que a peça fique lisa e suave, adicionar calor excessivo ao rayon pode causar danos ao tecido.

Ainda ficou alguma questão? Se tiver mais dúvidas de como cuidar da sua Calça Thai, confira aqui o guia que preparamos para te ajudar!


100% algodão – mas o que é esse tecido?

Você já pensou de onde o algodão vem e porque a gente gosta tanto dele? Além de leve e confortável, o algodão é natural – diferente de outros tecidos, como a lã, por exemplo, o algodão não é originado de animais. Sendo assim, além de uma produção mais limpa, o seu descarte também é mais sustentável, já que é um material orgânico que demora apenas cerca de três meses para ser completamente decomposto.

Algodão planta foto

O algodão é uma fibra branca que se desenvolve em volta de sementes de algumas espécies de plantas, pertencentes à família Malvaceae. É considerado um tecido vegano, já que sua origem é vegetal. É uma planta subtropical e tropical, encontrada em grande escala no Brasil e também na Tailândia, além de México, Austrália e África. Uma curiosidade é que os fragmentos mais antigos de algodão foram encontrados em países asiáticos.

Originalmente, o algodão começou a ser utilizado na China para se fazer papel e também encadernar livros. No Brasil, os povos indígenas já conheciam o algodão e dominavam sua produção desde antes do descobrimento - eles convertiam o algodão em fios a fim de produzir redes e cobertores. Já as folhas da planta eram utilizadas para a cura de feridas, seguindo técnicas da medicina natural indígena.

Por ser considerado um tecido delicado e macio para a pele humana, ele é utilizado para se produzir diversos produtos que entram em contato direto com nosso corpo, como vestimenta e roupas de cama. Isso ocorre porque o algodão não agride nossa pele, ou seja, é agradável tê-lo em contato com o corpo mesmo por grandes períodos de tempo - quando dormimos, por exemplo. Além disso, é um tecido que permite grande “respirabilidade”, o que significa que ele não sufoca nossa pele.

algodão roupa cama

Na Calça Thai, utilizamos dois principais tipos de tecido. O primeiro é o rayon, também desenvolvido em um processo que utiliza matérias primas naturais. O rayon é mais indicado para climas quentes, já que é um tecido mais leve e fino. Não adere ao corpo e possibilita muito conforto e movimento. O segundo é o algodão, do qual estamos falando aqui. Por ser um pouco mais grosso, o algodão é indicado para climas mais frescos. Isso não significa que o caimento é comprometido: o corte que utilizamos na Calça Thai preza pelo movimento independente do tecido, e claro, qualidade e beleza estão sempre na linha de frente.

Ficou com vontade de ter esse tecido mais pertinho? Os modelos femininos Mata, Onda, Pescador, Pescador 3/4 e os masculinos Om e Evolução são feitos 100% de algodão.


Neutralização da emissão de CO2 do nosso site: entenda como e porque

A Calça Thai busca evoluir constantemente: seus recursos, suas técnicas, seus produtos, seu ambiente organizacional e, principalmente, as táticas para criar impacto positivo no mundo. Trilhando esse conceito, nossa mais recente iniciativa diz respeito à emissão de gás carbônico que nosso site gera: auxiliar a compensação da emissão desse gás por meio do plantio de árvores.

Recentemente firmamos uma parceria que nos dá o selo de Site Sustentável. Isso significa que plantaremos árvores na Mata Atlântica a fim de neutralizar a quantidade de CO2 que nosso site libera para se manter online. Desde 2011, outros sites que receberam o Selo Sustentável já plantaram mais de 50 mil árvores em áreas de Preservação Permanente. No nosso caso, 5 árvores serão plantadas neutralizando 75 kg de CO2.

Calça Thai e Site sutentavel

Mas porque neutralizar CO2 se ele é um composto essencial para nossa sobrevivência na Terra? De fato, ele é um dos principais gases necessários para que plantas realizem fotossíntese e assim transformem energia solar em energia química. Esse processo permite que toda a teia alimentar se mantenha viva por meio da transferência dessa energia química a todos os seres. Ao mesmo tempo que ele é absorvido por diversos organismos, ele também é liberado por muitos outros pelo processo da respiração - isso permite que o ciclo nunca se feche.

Entretanto, se produzido em excesso, o gás carbônico tem efeitos prejudiciais, tanto à natureza, quanto aos seres humanos e outros organismos. Além da respiração, ele também é liberado mediante à queima de combustíveis fósseis, que acontece em âmbito industrial e também por conta de processos ambientais, como desmatamento e queimadas. A partir da revolução industrial no século XVII e as alterações do manejo da terra pelos humanos, a concentração de CO2 na atmosfera aumentou abruptamente: dados falam em 44% de incremento.

Gas Carbonico CO2

A principal implicação desse crescimento é a variação da temperatura média do planeta. Isso ocorre porque a atmosfera aumenta sua capacidade de reter calor, de modo que as temperaturas subam. Estudos indicam que o conhecido Aquecimento Global tem relação íntima com o incremento da emissão de gás carbônico. Além disso, o aumento de CO2 também torna a água de oceanos mais ácidas, modificando a estrutura química da água e interferindo na vida das espécies marinhas.

A neutralização de carbono por meio do plantio de árvores, embora não seja a prática definitiva para a solução da emissão excessiva desse gás, é um caminho para proteger e recuperar áreas verdes. Esse é um passo fundamental para que as mudanças climáticas sejam controladas, justamente porque o desmatamento é um dos grandes responsáveis pela emissão de CO2. É importante considerar que essa medida é adicional, ou seja, ela não substitui a emissão desenfreada de gás carbônico, mas ela auxilia o processo de recuperação de florestas e consequentemente do equilíbrio da temperatura média global.

Plantio Mata Atlantico

Aqui no Calça Thai buscamos aplicar a sustentabilidade em toda a cadeia produtiva, vendo-a como a essência das nossas relações, dos materiais que utilizamos e da maneira como produzimos. Por meio do plantio de árvores na Mata Atlântica, queremos não apenas auxiliar a neutralização de gás carbônico que o nosso site emite para estar no ar, mas também beneficiar o próprio bioma, promovendo seu reflorestamento e a biodiversidade do Brasil.


Calça Thai e gravidez combinam, sim!

Embora nós tenhamos uma grande preocupação com a estética e a procedência de nossas peças, feitas sempre de acordo com um rígido padrão de qualidade e com mão de obra qualificada e corretamente remunerada, talvez o maior trunfo da Calça Thai seja o nosso anseio de alcançar o maior número de pessoas e permitir que estas se sintam valorizadas e contempladas por nossos produtos. Não há nada que traduza melhor a filosofia da Calça Thai como a idealização de modelos e roupas que se adaptam aos anseios, predileções e também às especificidades de cada cliente.

Calça Thai para gestantes

Como já falamos por aqui, os artigos fornecidos por nossa companhia são bastante democráticos não apenas pela quantidade grande de cores, modelos e estampas disponíveis, mas também pelo seu tecido, o qual se molda ao tamanho necessário e ao desejo de quem está vestido com ele. A altura das peças, o tamanho das pernas e até mesmo o posicionamento de nossas calças fica totalmente à disposição do cliente. Além de tudo, as roupas confeccionadas pelos artesãos da Calça Thai permitem que a pele respire, promovem muito conforto e não causam atrito contra a epiderme - são, portanto, ideais não apenas para pessoas que buscam por maior qualidade de movimento e liberdade, como esportistas, dançarinos e praticantes de parkour, mas também para mulheres grávidas ou que passaram recentemente por um processo de cesariana.

Calça Thai Gravida

 

Entre as melhores peças para as futuras mamães estão as calças Pavão, Clássica, Thai e Pescador, todas disponíveis no catálogo online da Calça Thai. Estas calças podem ser usadas acima ou abaixo da barriga - tudo depende da preferência da gestante e dos meses de gestação, claro. Por serem leves, não possuírem zíperes e amarrações incômodas e por serem menos apertadas do que peças feitas com tecidos jeans, as Calças Thai são perfeitas também para mulheres em pós-operatório: não há qualquer risco de inflamação por fricção com os pontos da cirurgia, tampouco chance de haver incômodo e dor.

Uma outra vantagem para as gestantes que optam pelas vestimentas da Calça Thai está no fato de que nossas roupas, apesar de muito confortáveis e um pouco mais largas do que a moda costuma ditar, valorizam os moldes do corpo e turbinam qualquer produção. Para combinar as suas calças Thai com as demais peças do armário, basta optar por camisetas de cores neutras, cardigans mais “sequinhos” e sandálias rasteiras. Conforto maior não há! Para consultar as cores e padrões disponíveis e descobrir as calças que se encaixam melhor com as suas blusas neutras, dê uma olhada nas abas presentes no topo de nosso site oficial!

Se você preza pelo conforto e não deseja abrir mão de estar bem vestida, ou se está cansada de ter que optar sempre pelas peças consideradas pelo mercado como “ideais” para gestantes, temos excepcionais notícias para você: as coleções da Calça Thai estão cada vez mais diversificadas e temos planos de trazer cada vez mais artigos interessantes, inovadores e abrangentes para os nossos clientes. Para ficar por dentro de nossos lançamentos, participar de promoções e desfrutar de grandes ofertas, siga a página da Calça Thai no Facebook!